Em Morro da Fumaça, a Defesa Civil vai às escolas

Em Morro da Fumaça, a Defesa Civil vai às escolas

Município aderiu ao programa que promoverá atividades educativas sobre a redução de risco de desastre

Atividades educativas sobre a Redução de Risco de Desastre (RRD). Este é um dos objetivos do programa Defesa Civil nas Escolas, que foi aderido pelo Governo Municipal de Morro da Fumaça, por meio da Secretaria do Sistema de Educação. Através dele, os alunos do 6º e 7º anos terão diversos ensinamentos que ainda englobam cuidados com o meio ambiente, visando a proteção da ida e um futuro melhor.

O coordenador regional da Defesa Civil, Rosinei da Silveira apresentou a iniciativa ao prefeito Noi Coral, a vice, Eduardo Sartor Guollo, ao coordenador municipal da Defesa Civil, Natan de Souza, e à secretária do Sistema de Educação, Greicy Salvador Zaccaron. “A Defesa Civil é um órgão que realiza ações muito importantes no combate à desastres e termos esta parceria com ele nos orgulha. Isso, sem contar que levará muitos ensinamentos aos alunos de Morro da Fumaça, os preparando e mostrando a importância dos temas propostos”, enfatiza o prefeito Noi Coral.

O coordenador da Defesa Civil da região, Rosinei da Silveira destaca a atuação de Morro da Fumaça nas ações preventivas à desastres e percepção de riscos. “Estamos felizes de estarmos com Morro da Fumaça para desenvolver este importante processo pedagógico nas escolas e assim contribuir neste processo de resiliência e fortalecimento local”, diz.

Silveira lembra que este é um programa desenvolvido pela Defesa Civil de Santa Catarina desde 2014. “O nosso secretário da Defesa Civil do Estado, David Busarello tem incentivado que nós coordenadores estejamos presentes nos municípios e este projeto é uma forma de atuarmos neste fortalecimento de comunidades. Com ele estaremos cumprindo três questões solicitadas pela lei 12.608, que organiza a política de Defesa Civil no Brasil: a percepção de risco, a gestão de desastres e a curricularização da Defesa Civil nas escolas, fazendo relação de aproximação Estado e município”, explica.

Conforme a secretária de Educação, a implantação do projeto segue alguns passos, como capacitação dos professores, implantação das atividades e ações nas escolas, conforme planejamento e cronograma; acompanhamento e monitoramento do processo a ser realizado em conjunto pelas organizações e órgãos envolvidos; elaboração de relatórios de resultados; apresentação dos resultados e formatura. “Ainda está prevista a criação do Núcleo Escolar de Proteção e Defesa Civil (NEPDEC) e a continuidade do programa nas em outras escolas. As nossas escolas estão sempre conectadas com as necessidades e realizando ações que favorecem a comunidade. Agora, esta parceria com a Defesa Civil fortalece ainda mais esta missão”, pontua.

Para o coordenador municipal da Defesa Civil, Natan de Souza, o trabalho do órgão é a prevenção. “Quando engajamos os nossos alunos nestes temas, acabamos por minimizar os riscos, além de formar cidadãos conscientes e que contribuem com o meio onde vivem”, cita.

Jorn. Marciano Bortolin (SC 3566 JP)